Make your own free website on Tripod.com

Pentecostalismo, milenarismo e messianismo no Brasil
LEONILDO SILVEIRA CAMPOS
UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO

Há muitas abordagens do milenarismo-messianismo no Brasil ligado a religiosidade popular católico-romana. Destacam-se os estudos de Maria Isaura P.Queiroz, Duglas Teixeira Monteiro e tantos outros. Porém, o advento do protestantismo no século XIX, no Brasil, provocou o surgimento de pelo menos um movimento - dos Mucker - de caráter messiânico-milenarista. No século XX houve um outro, ocorrido em Malacacheta (Minas Gerais), explorado pelo cinema e teatro, na peça "Veredas de Salvação", estudado em 1956 por Carlo Castaldi et alii, Renato Queiroz e Arackci Martins Rodrigues. Que ligações podem ser estabelecidas entre protestantismo, pentecostalismo e milenarismo no Brasil? É, especialmente o neopentecostalismo, uma forma de expressão social de descontentamento com a sociedade atual e uma busca intramundana (dentro dos moldes da sociedade dirigida pelo mercado)de um milênio, caracterizado por uma vida saudável, próspera e feliz, embora aqui na terra? Que mudanças e!

ssa esperança messiânica está provocando no intereior do campo religioso brasileiro, neste final de século e de milênio? De que maneira esse movimento messiânico-milenarista se comporta, a partir de uma análise das esperanças e utopias pregadas por neopentecostais do estilo da Igreja Universal do Reino de Deus, e outras?

Responder a tais questões, do ponto de vista histórico, sociológico e antropólogico é o objetivo desta apresentação.