Make your own free website on Tripod.com

O LEGADO HISTÓRICO DA IGREJA MEDIEVAL NA PERSPECTIVA DE GUIZOT

Terezinha Oliveira

(Departamento de Fundamentos de Educação-

Universidade Estadual de Maringá)

O objetivo desta comunicação é fazer algumas considerações acerca da importância histórica da Igreja cristã ao longo da Idade Média. Elas se justificam pelo fato de, geralmente, considerar-se esta instituição da ótica do que ela veio a ser a partir dos séculos XII e XIII, ou seja, quando ela começa a se defrontar com novos interesses, oriundos do comércio, das cidades e das universidades. Esta maneira de conceber a Igreja não leva em conta as mudanças históricas nem o papel fundamental desempenhado por esta instituição por ocasião da dissolução do mundo romano. Nesta época, a Igreja, ou melhor, o cristianismo foi elemento essencial para a conservação da vida no momento em que as instituições romanas entraram em decadência e os bárbaros nada possuíam para colocar em seu lugar. É neste momento que entra o cristianismo e a Igreja. O desenvolvimento do cristianismo, a organização da Igreja e o estabelecimento de novas relações sociais são aspectos de um mesmo processo. Este aspecto foi ressaltado por François Guizot em suas obras históricas do período da Restauração. Desse modo, nossa intenção é colocar em destaque a análise feita por este historiador na qual são ressaltadas as mudanças ocorridas na sociedade medieval que refletiram-se nas transformações operadas na Igreja.